Sínodos Vale do Itajaí e Norte Catarinense - 11 de dezembro de 2017
Abril 2016

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba nossas novidades em seu e-mail.


Última hora

Conferência Ecumênica busca justiça para os dalits

Manchala manifestou-se às vésperas da Conferência Ecumênica Mundial sobre Justiça para os Dalits, que terá lugar de 21 a 24 de março em Bangkok, Tailândia, por iniciativa conjunta do CMI e da Federação Luterana Mundial (FLM).

O evento, abrigado pela Conferência Cristã da Ásia, congregará mais de uma centena de representantes de igrejas e organizações de todo mundo, com uma participação significativa de igrejas índias e dos membros das comunidades afetadas.

Esse acontecimento ecumênico mundial - o primeiro do gênero - pretende recolher experiências e perspectivas com o propósito de conquistar justiça para os dalits e outras comunidades afetadas. Também oferecerá um fórum para articular as respostas teológicas e éticas às lutas dos dalits pela sua sobrevivência e identidade.

Calcula-se que 250 milhões de pessoas do sul de Ásia são dalits, tradicionalmente considerados intocáveis.

Essa classe social também é encontrada em comunidades de muitos outros lugares do mundo, o que contraria qualquer perspectiva cristã, ética e de direitos humanos.

"A condição de intocável e a discriminação baseada nas castas afetam a uma parte importante dos habitantes do mundo e contradizem diretamente a dignidade dada por Deus a todos os seres humanos", observou o secretário-geral adjunto da FLM, reverendo Chandran Paul Martin.

A conferência de Bangkok ocorre um mês antes da "Conferência de Exame de Durban", das Nações Unidas, convocada para Genebra de 20 a 24 de abril com o propósito de revisar a implantação do Plano de Ação aprovado pela Conferência Mundial contra o Racismo, a Discriminação Racial, a Xenofobia e as Formas Conexas de Intolerância, de 2001, no qual consta a discriminação por razão de casta.

"Toda a comunidade internacional fez vistas grossas diante da difícil situação dos dalits do mundo quando se reuniu em Durban, e estão preparados para fazer o mesmo outra vez em abril, em Genebra", afirmou Peter Prove, do Departamento para Assuntos Internacionais e Direitos Humanos da FLM.

Os organizadores da conferência de Bangkok esperam que as igrejas do mundo aceitem o desafio que os governos mundiais se negaram a enfrentar.

Igrejas da Índia assumiram o tema da justiça para os dalits como uma prioridade fundamental de sua missão contínua, e foram respaldadas pelo Conselho Nacional de Igrejas da Índia, o CMI e a FLM.

Essas organizações promoveram ativamente o empoderamento dos dalits na igreja e na sociedade, proporcionando respostas teológicas e éticas à sua luta, e advogando pela eliminação da discriminação de séculos, fundamentada nas castas.

Também irão à conferência de Bangkok representantes de movimentos sociais dalit e de coligações nacionais e internacionais. O objetivo principal desse acontecimento histórico é afirmar e fortalecer a solidariedade do movimento ecumênico mundial com as igrejas da Índia e outras organizações comprometidas com a causa da justiça para os dalits.

ALC/CMI

Voltar
ÚLTIMA HORA

EDIÇÃO • Abr/2016

ASSINATURAS
Receba O Caminho em sua casa
Assinatura anual R$ 55,00
Assinatura de apoio R$ 65,00

Ligue: (47) 3337-1110

Entre em contato