Sínodos Vale do Itajaí e Norte Catarinense - 11 de dezembro de 2017
Abril 2016

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba nossas novidades em seu e-mail.


Última hora

Vaticano procura o que fazer com Darwin

É possível juntar na mesma página a teoria da evolução com os ensinamentos católicos sobre a criação do homem? Essa é a pergunta que durante cinco dias, entre 4 e 8 de março, irão debater cientistas, filósofos e teólogos de todo o mundo numa conferência em Roma organizada pelo Vaticano. A reunião é realizada para comemorar os 150 anos da publicação da "Origem das Espécies" de Charles Darwin, onde ele estabelece suas teorias sobre seleção natural. Desde que o livro viu a luz, as igrejas cristãs se têm mostrado hostis ao pensamento darwiniano porque, dizem, suas teorias divergem do relato bíblico da criação do homem. 

Ideias revolucionárias

Esta é uma das duas conferências internacionais separadas que a sede da igreja católica organizou este ano na Universidade Pontifícia Gregoriana. O objetivo, diz, é "reexaminar o trabalho de pensadores científicos cujas ideias revolucionárias desafiaram a crença religiosa: Galileu e Darwin".

Oficialmente, a Igreja Católica nunca condenou Darwin do mesmo modo que condenou e silenciou Galileu. Mas alguns de seus porta-vozes têm causado controvérsia com afirmações sobre a "incompatibilidade" entre o pensamento de Darwin e as crenças católicas. Agora, sem dúvida, a conferência é vista por alguns como um "acontecimento" nas relações entre a fé e a ciência.

Há três anos, os Criacionistas, que apoiam a teoria do chamado Desenho Inteligente, (segundo o qual um "poder superior" foi encarregado de desenhar a vida), tomaram uma referência que fez então o Papa a um "projeto inteligente" como prova de que favorecia este pensamento. Hoje, o Vaticano afirma que o Desenho Inteligente será discutido "marginalmente" durante a conferência e somente como um "fenômeno cultural".

"Queremos evitar qualquer argumento direto entre criação e evolução – diz o comunicado do Vaticano –, assim como as controvérsias que gera por exemplo o Desenho Inteligente como se este fosse uma teoria científica alternativa ao neodarwinismo". E agrega que "um cristão pode crer no desenho providencial de Deus na Criação sem transformar esta crença numa "teoria científica" que compete com outra: estes são definitivamente níveis diferentes de interpretação". 

Não tão inteligente

Um importante acadêmico, o teólogo e biólogo espanhol Francisco Ayala, um dos palestrantes da conferência, afirma que a teoria do Desenho Inteligente é errônea. "Se Deus desenhou os organismos, ele tem muito que nos explicar", diz Ayala, cujo livro mais recente se intitula "O presente de Darwin à Ciência e à Religião". 

"Um engenheiro inteligente não desenharia esses organismos de propósito com os defeitos, disfunções, peculiaridades e crueldade que dominam o mundo dos seres vivos", expressa Ayala. "Do mesmo modo que as inundações e as secas são uma consequência necessária da realidade do mundo físico, os predadores e parasitas, as disfunções e enfermidades são uma consequência da evolução da vida. Não são resultado de um desenho deficiente ou malévolo", diz o autor.

O certo é que nos próximos cinco dias se levará a cabo o que segundo o Vaticano será "uma reflexão filosófica que pode articular, sem confundir, a ciência em uma mão, e a fé em outra". Ninguém espera que, ao final da reunião, a ciência triunfe sobre a religião. Antes disso, dizem os experts, o que a igreja católica tenta é corrigir a impressão equivocada de que a relação de Darwin com a igreja é polêmica.

Além do mais, tal como assinala o professor Ayala, nem a existência nem a não-existência de Deus podem ser submetidas às provas científicas. "A ciência e a religião ocupam esferas separadas do conhecimento", assinala o especialista. "E somente quando se fazem asseverações que vão além dos limites legítimos de cada uma destas esferas é quando tanto a teoria da evolução como a crença religiosa se tornam antiéticas". Ao final, tal como assinala o comunicado do Vaticano, todos estes parecem ser níveis diferentes de interpretação.

BBC Ciencia

Voltar
ÚLTIMA HORA

EDIÇÃO • Abr/2016

ASSINATURAS
Receba O Caminho em sua casa
Assinatura anual R$ 55,00
Assinatura de apoio R$ 65,00

Ligue: (47) 3337-1110

Entre em contato