Sínodos Vale do Itajaí e Norte Catarinense - 22 de outubro de 2017
Abril 2016

NEWSLETTER
Cadastre-se e receba nossas novidades em seu e-mail.


Edição - Janeiro 2009

CATÁSTROFE - A tragédia e a solidariedade

Ampliar imagem

Segundo os especialistas, após quatro meses de tempo chuvoso, nos cinco dias entre 19 e 23 de novembro caíram 300 bilhões de litros de água em Blumenau. Este volume é suficiente para abastecer a cidade de São Paulo de água por três meses. Segundo a revista Veja, se este volume de água fosse despejado numa torre com base de 1 metro quadrado de área, ela teria 300 mil quilômetros de altura, o que dá quase a distância entre e Terra e a Lua. A água destruiu cidades como Itajaí, Navegantes e Ilhota, e invadiu extensas áreas do litoral. Em Blumenau, seria mais uma enchente como as outras. Mas não foi. Com a terra enxarcada até a rocha, o dilúvio avassalador fez os morros deslizarem às centenas e, junto com eles, barracos, casas e mansões caíram como dominós. Debaixo de tanta lama e entulhos, muitos bens, sonhos e esperanças, mas também muitas vidas, foram soterradas. No domingo 23, o Vale do Itajaí despertava para a maior catástrofe ambiental de sua história. Dor, morte e destruição foram as marcas deixadas, num universo de 120 mortes oficiais, outro tanto de desaparecidos, 80 mil desabrigados e um rombo na economia.
saiba mais

Agenda


Breves


DER WEG


Destaque


Ecumenismo


Gente & Eventos


Geral


Igreja e Sociedade


Música


Opinião


Reflexão


Tema do Mês

Voltar
ÚLTIMA HORA

EDIÇÃO • Abr/2016

ASSINATURAS
Receba O Caminho em sua casa
Assinatura anual R$ 55,00
Assinatura de apoio R$ 65,00

Ligue: (47) 3337-1110

Entre em contato